quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Cápsula do Tempo

Hoje foi dia de enterrar a Cápsula do Tempo! Com dias de chuva, Natal e férias... foi só hoje.

No Dia do Colégio, em novembro, os alunos do 4º ano escreveram sobre o que é ser finalista e sobre o que imaginam será a sua vida quando tiverem 25 anos. Em 2032 cá os esperamos, para desenterrarem a cápsula do tempo e ler o que agora escreveram!

Também os alunos do 1º ano fizeram a sua cápsula do tempo. Um tempo mais curto: contaram como é ser aluno do 1º ano e como imaginam será a sua vida no Nicho quando forem finalistas. Em 2020, vão desenterrar a sua cápsula do tempo e lembrar o que agora pensam!

O tempo, medido em anos, tem significados bem diferentes quando se é criança. Para nós, 2032 fica um pouco distante. Mas nem tanto assim... Para os nossos finalistas, falta uma vida e meia! Quantos de nós tínhamos, aos 10 anos, um melhor amigo, sem o qual achávamos impossível viver. E, aos 25 anos, já nem sabíamos por onde andava... Ou ao contrário, quantos aos 10 anos tínhamos um colega que nos aborrecia e que aos 25 era o melhor amigo!

Pensar, aos 10 anos, como será a nossa vida aos 25 é engraçado. Aos 10 anos, ainda não sabem que escolhas pessoais ou profissionais vão fazer. Mas já as imaginam! Só não sabem ainda como muitas dessas escolhas vão mudar com o tempo. É com grande entusiasmo que os vemos crescer e construírem-se. Queremos que esta cápsula do tempo seja uma oportunidade para, também eles, poderem sentir esse entusiasmo com o seu crescimento e construção pessoal, ao olharem para trás, para o ano de 2017!

Até 2032, finalistas! E até 2020, 1º ano!

Primeiro, a Cápsula do Tempo foi colocada num saco de plástico, para ficar protegida.

Depois, a professora Sandra fechou muito bem o saco com fita cola.

Alunos do 4º e do 1º ano colocaram a Cápsula do Tempo no buraco que já estava aberto na terra.

E depois foi só tapar o buraco!

Assim ficou a Cápsula do Tempo. Já só falta colocar a placa indicativa!




Sem comentários:

Enviar um comentário